sábado, 7 de junho de 2008

carjacking

A PSP vai começar a operar em Lisboa, Setúbal e Porto com equipas especiais para combater o fenómeno do carjacking. Estas equipas vão contar com o apoio do GOE (Grupo de Operações Especiais), Corpo de Segurança Pessoal e Corpo de Intervenção e à Investigação Criminal.
Em causa está o aumento de 70 por cento em apenas quatro meses do número de roubos de automóveis. Aliás, já no ano passado a subida tinha sido de 36 por cento. E porque na quase totalidade dos crimes de carjacking são utilizadas armas de fogo, as equipas especiais da PSP vão recorrer directamente ao GOE.
Apesar destas informações não serem confirmadas nem desmentidas oficialmente pela Direcção Nacional da PSP, O JN adianta que os primeiros testes das novas equipas estão rodeados de secretismo e que começam já este fim-de-semana. Segundo este jornal, a PSP está a recorrer a viaturas descaracterizadas do Corpo de Segurança Pessoal e do Grupo de Operações Especiais, assim como da própria Direcção Nacional.
Cada viatura terá como condutor um elemento do Corpo de Segurança Pessoal, o agente do GOE segue no lugar do pendura e, atrás, um elemento do CI e um agente da Investigação Criminal.
Segundo o JN, as equipas ficarão em locais estratégicos, durante a madrugada, e logo que seja dado o alerta, via rádio ou telemóvel, sobre uma viatura suspeita, é dada a ordem de avanço para intercepção ou posterior intervenção.
Nestas equipas, o destaque vai também para o condutor do Corpo de Segurança Pessoal, uma força que normalmente protege altas entidades e cujos elementos estão preparados para conduzir a altas velocidades.
Fonte: Diário IOL

Nenhum comentário: