sexta-feira, 25 de julho de 2008

Apreendidos 3 milhões em ouro furtado

Assalto a casa de penhores foi dos maiores na Europa, lesando 3000 pessoas

A operação de terça-feira foi levada a cabo por cerca de 100 elementos da Divisão de Investigação Criminal PSP do Porto, culminando quatro meses de investigação. Os agentes fizeram 14 buscas domiciliárias a habitações no Porto, Gaia, Matosinhos e Vila Nova de Foz Côa.
Das buscas resultou a apreensão de cerca de um quinto dos cerca de 300 quilos furtados da Companhia União de Crédito Popular, situado na Praça de Carlos Alberto, no Porto. Segundo as autoridades, este foi um dos maiores furtos de ouro da Europa. Entre o ouro apreendido, no entanto, encontram-se peças supostamente provenientes de outros assaltos. Ao todo, estima-se que cerca de três mil clientes da Companhia tenham sido lesados pelo furto.
Além do ouro, foram apreendidos 200 mil euros em dinheiro e três automóveis topo de gama adquiridos pelos suspeitos depois do assalto de Abril, todos a pronto pagamento. Foram ainda apreendidos um motociclo, uma pistola 6,35 mm, três gorros, um par de luvas e os artefactos usados no arrombamento do cofre, nomeadamente.
Os investigadores da PSP identificaram quatro indivíduos, com idades compreendidas entre os 30 e os 50 anos, residentes no Porto. Os homens terão sido traídos em parte pelos evidentes sinais exteriores de riqueza que ostentavam, muito acima do que se sabia serem as suas reais capacidades económicas. Por outro lado, já estavam referenciados por outros crimes.
No assalto à casa de penhores, os assaltantes cortaram as linhas do telefone de neutralizaram os alarmes do estabelecimento. Terão usado uma prancha retirada de obras que estavam a decorrer nas traseiras do edifício para entrar e arrombaram a porta do primeiro andar. Nas duas noites do fim de semana de 13 e 14 de Abril, os quatro homens levaram cerca de 300 quilos de ouro e jóias dos principais cofres de penhores e de uma ourivesaria contígua.
As autoridades suspeitam que o destino do ouro seria a fundição e posterior revenda. Aliás, vários lingotes de ouro foram apreendidos pela Polícia.
As investigações prosseguem e os indivíduos vão ser, hoje, presentes ao Tribunal de Instrução Criminal do Porto.

Fonte: JN

Nenhum comentário: