sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Lisboa: Rede vendia heroína

PSP caça 12 traficantes

O coração da rede de tráfico de droga era uma casa no bairro da Serafina, em Lisboa. Nesta verdadeira fábrica de transformação de droga, que só operava à noite, a heroína entrava em estado puro e saía já adulterada com substâncias de corte e acondicionada, pronta a ser vendida aos clientes que frequentavam aquele bairro.

Há dez meses que a 3ª Esquadra de Investigação Criminal (EIC) da PSP de Lisboa investigava a rede, tendo referenciado, como operacionais da mesma, 11 homens e uma mulher, entre os 23 e os 53 anos. Um casal e um homem que estava em liberdade condicional geriam os negócios do grupo, que dava nas vistas pelos sinais exteriores de riqueza.

A heroína em estado puro chegava discretamente à Serafina, e a transformação da droga, para iludir a vigilância policial, era feita à noite, restrita a uma casa, num extremo do bairro problemático. A heroína era depois vendida de dia.

A ‘Operação Morcego’ da PSP, baptizada por causa da transformação nocturna a que a droga era sujeita, permitiu anteontem a realização de 16 buscas na Serafina e uma na Costa de Caparica. Doze pessoas foram detidas e 2,22 quilos de heroína pura, algum haxixe e cocaína apreendidos. Os oitenta agentes apreenderam ainda duas armas, munições, nove automóveis, seis motos, e 15 718 euros.

Fonte: Correio da Manhã

Nenhum comentário: