segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Motos da polícia sem condições de segurança

O maior sindicato da PSP alerta para o aumento de acidentes graves com motociclistas da polícia por falta de equipamento adequado e de segurança das motas utilizadas na divisão de trânsito

A denúncia surge no dia em que a Divisão de Trânsito (DT) da PSP convidou a comunicação social para assistir a "uma operação policial de trânsito nas novas áreas de responsabilidade", marcada para a última madrugada. A Associação Sindical de Profissionais de Polícia (ASPP) alerta para a "falta de segurança" da maioria das motas que estão a serviço da PSP, bem como da "evidente falta de equipamento adequado para os motociclistas da polícia" que se traduz por "um aumento grande do número de acidentes graves que sofrem e que podiam ser evitados se tivessem um vestuário básico de qualquer 'motard'.
O DN confirmou, através de uma lista da DT de Lisboa sobre o estado das motas, a que teve acesso, que das 77 ao serviço, metade têm mais de 75 mil quilómetros e 17 ultrapassaram já a barreira dos 100 mil. De acordo com um especialista consultado pela ASPP "qualquer moto que ultrapasse os 75 mil km deixa de ter as condições de segurança exigíveis para garantir uma resposta à altura quando for necessário. Essa falta de resposta terá de imediato consequências graves para o condutor".
Outro critério para aferir da segurança das motos é o número de anos. Segundo soube a ASPP "acima dos 5 a 6 anos" deixam de dar "garantias mínimas".
Um levantamento feito pela DT do Porto, que conta com 76 motociclos, revelou que 38 ultrapassaram o prazo de validade. Aliás, estas têm todas mais de 10 anos.
Paulo Rodrigues não duvida que o estado das motas e a falta de "equipamento mínimo para a segurança dos motociclistas" é o maior responsável pelo aumento dos acidentes graves. Desde 2006 houve 30 acidentados "alguns mais de uma vez" nas DT de Lisboa e Porto, o que representa quase metade do efectivo operacional.
A Direcção Nacional da PSP sublinha que "desde início do ano foram entregues 36 motociclos novos, com o respectivo equipamento de protecção". Adianta ainda que vai "dotar os motociclistas com fatos e botas adequados, com vista a uma maior protecção destes profissionais, em caso de acidente".

Fonte: DN Portugal

Nenhum comentário: